Total de visualizações de página

terça-feira, 17 de maio de 2011

NADA MUDOU...(SESSÃO MINHAS POESIAS)


Nada mudou...


Nada mudou...
Um relógio ainda a girar
O sol continua a brilhar
A lua no mesmo lugar
Sozinha, sem nada ao redor

Nada ao redor
Sem abraços, afetos, amor
Só paredes, janelas e dor
Que me prendem sem nada a prender

Nada a perder
Tantas coisas sem nada entender
Tantos planos sem nada a fazer
Numa busca por nada melhor

Não há nada melhor
Que uma vida além das montanhas
Que viver sem perder a esperança
De que um dia o que nunca mudou
Seja alvo de alguma mudança

Alguma mudança
Será que é ainda possível?
Se o sol continua onde está
Se o relógio insiste em girar
Se a lua não quer mais brilhar
Será?

Por João Victor

2 comentários:

  1. Obrigado Bruno,
    Elogios de poeta sempre são bem recebidos.
    Vc é fera!

    PAZ!

    ResponderExcluir